URGENTE: Precisamos de doações para pagar o DOMÍNIO e HOSPEDAGEM do Projeto Jogatina.
Qualquer valor é válido!
Para mais informações escrevam para doacoes@projetojogatina.org

Projeto Jogatina

Jogatina
vitoriosa

Corajosos por padrão?
Bravely Default: Flying Fairy (Nintendo 3DS)
Por Bispo Snake
• Criada em 31 de março de 2014
• Essa jogatina já foi visitada 1788 vezes.


    Screenshot contruibuído por um membro do projeto.

    Comecinho de game. É o que deveria ser Final Fantasy hoje em dia, mas sem a grife do nome.

    70 comentários para
    Corajosos por padrão?

    1. Joguei um pouco a demo e fiquei bem empolgado para pegar o jogo. Acho que vou adiar mais um pouco porque tem um tempo que estou tentando seguir a filosofia do "jogo comprado, jogo jogado". E a fila está pendendo um pouco para o lado do jogo comprado no 3DS.

      Voltando ao jogo, ele me lembrou o FF 4 Heroes of Light do Nintendo DS (que é mais um na fila interminável! ).
    2. Na verdade, pelo que eu andei lendo, era pra ser uma continuação do 4 Heroes, mas parece que a marca está meio queimada na rodinha. Então decidiram lançar com outro nome - e é incrível a semelhança gráfica.

      O fato é: o game é melhor que a demo, acredite. Muito divertido, é aquilo que você viu lá na demo com história legal e sistema de progressão diferente (demora mais pra conseguir jobs e skills).

      Compre, compre. Compre. E vamos reconstruir Norende.
    3. Continuando a peleja.

      Tiz e Agnés conseguiram escapar dos soldados Eternials. Descemos o morro e talvez seus caminhos se separem em direção à cidade - o que eu duvido. Um grupo de piratas voadores estavam na captura de Agnés, e ela explicou que ela é o receptáculo encarnatório do cristal do Vento.

      Vamos ver o que rola nos próximos capítulos.
    4. Fomos até Caldisla falar com o rei sobre os soldados que estavam na captura. O rei explicou que Norende havia sido destruída pelo terremoto, e que os malditos piratas dos ares estavam mirando suas armas contra o povo de Caldisla.

      Agnés disse que resolveria o problema dos piratas e Tiz disse que reconstruiria Norende. O menu de reconstrução de Norende foi habilitado e depois de algumas conversas, descobrimos a localização dos piratas logo abaixo do mapa. Agnés vai se fingir de boba e deixar que eles a capturem como prisioneira, para dessa forma se infiltrar na parada.

      Próxima parada, acampamento dos Piratas dos Céus.
    5. Descemos até o acampamento dos Eternians. E descemos o porrete neles também.

      Tiz e Agnés bateram a maga Whyte e o outro pirata Monge (não lembro o nome) e agora pegamos os jobs dele. Posso ser Mago Branco ou Monge, bons jobs por sinal.

      Voltamos para Caldisla achando que estávamos fora de perigo. Ledo engano, um mago negro atacou a cidade, e disse que até Agnés se entregar, ele iria queimar um prédio por dia... E depois que voltamos à estalagem, encontramos com Ringabel que agora entrou no grupo. Ele perdeu a memória, e tem um livro cheio de referências à Tiz e Agnés... E Edea, que estava acompanhando o tal mago negro.

      Prevejo que na sequência teremos de descer a ripa nesse mago negro, recrutar Edea e ainda pegar o job de mago negro.
    6. Atrás do tal mago, entramos num calabouço logo acima de Caldisla. Houve um diálogo entre Edea e esse mago, e Edea disse que não iria mais cooperar com ele, pois ele agia com maldade. Depois do diálogo, sobrou o calabouço para ser explorado, e agora falta encontrar o caminho até eles.

      Acho que vai ter que rolar um grind, tô tomando sufoco dos inimigos mais simples =/
    7. Caçamos e derrotamos o mago Ominous Crowe (sim, todos os personagens tem nomes engraçadinhos). Agora, tenho também o job de mago negro à disposição. Edea também juntou-se ao bando.

      Enquanto batíamos um papo dentro de Centro Keep após derrotar Ominous, um grupo de Sky Pirates voava em direção à Caldisla... E eles atacaram a cidade. Um cavaleiro fortíssimo chamado Heinkel derrotou toda a guarda imperial de Caldisla e sequestrou o rei - matou inclusive o filho do dono da estalagem, Owen, o capitão da guarda. Coube ao nosso grupo infelizmente dar a notícia ao dono da estalagem sobre a passagem de seu filho...

      Depois do ataque e das más notícias, houve uma conversa entre Edea, Agnés e Tiz dentro da estalagem, e Agnés disse que não confiava em Edea por ela ter sido uma Sky Pirate - coisa até óbvia de imaginar. Edea agora abandonou o grupo, e devo continuar com ela sozinha daqui em diante.

      Que triste
      • E na sequência, Edea voltou ao time. =)

        Ela subiu até ao alto de Caldisla, até o cemitério. E lá encontrou o dono da estalagem, chorando a morte de seu filho. Foi um papo cabeça, acho que o legal do game é isso, a história é excelente e o carisma dos personagens é algo. Voltei à 1995, jogando Chrono Trigger ou Final Fantasy 6. Difícil uma história me prender tanto.

        Depois disso, o grupo se reuniu e tivemos uma brilhante idéia: Edea disfarçadamente nos levará até o esconderijo dos Sky Pirates como prisioneiros, já que ainda não desconfiam que ela traiu o movimento. Então, uma vez lá dentro, resgataremos o rei de Caldisla e roubaremos uma Airship para escapar de lá.

        Próxima parada: Lontano Villa, o esconderijo dos Sky Pirates.
    8. Adentramos o esconderijo dos Sky Pirates como planejado. E como estava na cara, ia dar zica.

      Nos descobriram logo que entramos, e tivemos que abrir caminho batalhando pela fortaleza inimiga. Depois de muita pancadaria, conseguimos chegar até o topo dela (muito legal o gráfico dessa construção principalmente com o efeito 3D ligado, diga-se de passagem). Edea foi acusada de traição por Heinkel, e tivemos que duelar contra ele numa Airship. Batalha vencida, e resgatamos o rei. O nosso navio-aéreo caiu, porque aparentemente Ringabel é um bom piloto (segundo seu livro mágico) mas não o suficiente pra fazer a geladeira ficar no ar. Agora, nos resta levar o rei andando da parte de baixo do mapa de volta à Caldisla.

      Esse jogo realmente é uma grata surpresa. Quase 7 horas até o momento.
    9. Muitos spoilers abaixo.

      O rei foi escoltado até Caldisla, e aquele reino por hora está em paz. Ele ofereceu o cargo de capitão da guarda para Tiz, que recusou e disse que deveria continuar sua busca para reconstruir Norende e ajudar Agnés na busca dela.

      O airship agora é nosso também, podemos viajar o mapa inteiro. No party chat, descobrimos que os Sky Pirates eram apenas um braço dos "Eternians". Eles disseminaram a crença de que os cristais eram "maus" e que seus receptáculos e seguidores (sim, tem tipo uma igreja ortodóxica dos cristais) deveriam ser perseguidos e exterminados. Agora, o motivo... Vai saber. Por isso Agnés estava sendo perseguida no começo do jogo.

      Depois de fazer um upgrade nas armas e acertar os jobs, partimos em direção à Alcheim, para tentar voltar ao Templo do Vento. Ao que parece, agora o vento parou também, além da água.

      Alcheim é uma cidade no meio do deserto, é a mesma cidade do demo do jogo. Eles usavam uma máquina no meio da cidade para extrair água da terra (?) - e que por sinal também é um relógio. Essa máquina usava a força dos ventos para puxar a água, e como não tem vento...

      Por sorte, entramos na cidade quando o prefeito (ou rei) da cidade pedia a colaboração do povo mais uma vez para manualmente fazer as turbinas funcionarem com a ajuda de todos que tivessem força para isso... E o povo claro, ficou revoltado. E para sorte também do rei, ele foi alertado sobre a presença do receptáculo do vento ali na cidade, Agnés, e ligeiramente jogou o povo contra ela, dizendo que ela se esqueceu do povo e que a situação estava preta por causa dela. Ao que parece, políticos são iguais em todos os lugares.

      E várias entidades estranhas, aparentemente elites Eternians, estavam tramando contra Agnés e colocaram um preço na cabeça dela. E a notícia chegou até Alcheim, então já tem caçadores de recompensa atrás do nosso grupo ao que parece: mais entidades enigmáticas que também apareceram com nomes desconhecidos, como se fosse num trailer de filme.

      Bônus: [LINK Miiverse] [LINK Miiverse]

      A trama começa a ganhar corpo. Não me envolvo assim com uma história desde... Sei lá, Final Fantasy 6 ou Chrono Trigger.
    10. Depois de um papo bem amistoso com o rei (Agnés largou ele falando sozinho, e que por sua vez ficou putinho) voltamos para a cidade. E ali, encontrei a primeira side-quest e que provavelmente resultará num novo job, de Thief agora.

      Um "grupo" de mercadores agora somente vende a água para a população. E eles são "aprovados" pelo rei para fazer isso... E o "dono" desse grupo é o mesmo xarope que apareceu na cut-scene dizendo que iria atrás da sacerdotisa do vento, como caçador de recompensas. Algo não cheira bem.

      De toda forma, fomos até o Oasis no deserto, pois os cidadãos de Ancheim estão indo buscar água lá, e conseguimos impedir um roubo... Um grupo de ladrões roubava quem passava pelo Oasis para adquirir água. Agora, esses ladrões fugiram para o esconderijo mais à oeste do mapa, para Harena Ruins.

      Quero muito esse job de Thief, então acho que vai valer a pena fazer essa side-quest. E como tem gente que apronta nesse jogo, tá parecendo o nosso país.
    11. Conseguimos entrar no esconderijo dos ladrões e dar um fim neles. De quebra, agora o job de Ladrão está disponível, e assim que Tiz estiver com a profissão de Black Mage elevada ao máximo, ele passará a ser um Ladrão. Parece que tem uns golpes legais lá desse job.

      Sobre a história, tinha um tal de Kinth ajudando os ladrões, que me parece ser um dos que estavam nas cutscenes tramando contra Agnès... E depois de tomar dois especiais no meio da luta final desse cenário, ele pediu penico e largou o chefe ladrão sozinho - e aí não teve muito o que fazer, o chefe ladrão foi facilmente derrotado.

      Achamos um documento também, dizendo que o preço da água em Ancheim iria ser aumentado, e a população pobre ia ter que pegar água no Oasis porque não poderia pagar por ela. E aí, o grupo de ladrões entraria em cena, para roubar as pessoas que fossem até o Oasis, e afugentá-los de lá - como esperado. Mas não contavam com a ida do nosso grupo até lá e o pau que esses ladrões iriam tomar. Aliás, isso já estava cheirando podre desde o começo, tava na cara que esse grupo de ladrões estavam à mando do Bateman.

      De posse do documento que não prova nada (só prova que o Coringa é um viado), vamos voltar à Ancheim e resolver essa parada no tapa com os mercadores que vendem água. Será?
    12. Pronto, treta da água resolvida. Confrontamos o tal do Profiteur que estava ganhando grana fudida com venda de água e mandou os bandidos assaltarem quem for até o Oasis. De quebra, conseguimos o job de Merchant, que a princípio não me pareceu uma boa, talvez tenha que usar grana pra dar os golpes. De qualquer forma, eu vou com os jobs que eu tenho até o máximo pra depois trocar. De qualquer forma, aquele bandido daquele Rei ainda continua no poder de Ancheim...

      Depois fomos até o Templo do Vento, depois de muito pelejar pelo templo chegamos até o cristal e ele parecia... Morto... Agnés disse que se ela rezar com uma roupa especial (?) ela pode trazer o cristal de volta à vida. Achamos o tal vestido dentro do templo mesmo, mas ele estava todo rasgado... Agora temos de ir pra cima de Ancheim para um alfaiate costurar uma nova e ver no que dá.

      Três coisas que me deixaram com a pulga atrás da orelha:

      - Como abrir os baús azuis? Será que tem alguma chave especial ou habilidade do Ladrão?
      - O que era aquela coruja com cajado dentro do templo do vento que disse que eu não estava preparado?
      - Como fazer isso aqui acontecer?!: [LINK Miiverse]
    13. Chegamos até o alfaiate, numa casinha de sapé pra cima de Ancheim. Infelizmente ele disse que precisaria de linha de arco-íris (?) para poder costurar uma nova roupa para Agnès... E que pra nossa sorte, é numa caverna mais à leste da casinha do alfaiate. Bora lá :)
    14. Muita coisa aconteceu, muito spoiler abaixo.

      Com a roupa nova de Agnès, voltamos até o templo e recuperamos o cristal do vento depois de uma luta até certo ponto simples com um cachorro de duas cabeças - muitos especiais e equips legais que meu time já está usando por conta da reconstrução de Norende ajudaram muito na luta.

      Voltamos à Ancheim e o rei mais uma vez em seu discurso jogou a culpa da falta de vento em Agnès... Mas dessa vez, ela retrucou e disse que o vento voltaria e mostrou a prova da morte do monstro que estava tomando o cristal do vento. Aí caiu a máscara do rei perante aos súditos. O povo aplaudiu Agnès e a reverenciou assim que o vento voltou, e o rei ficou extremamente emputecido.

      De quebra, fiz uma side-quest muito bacana. Era desse post meu aí pra cima: [LINK Miiverse]

      Depois de salvar o cristal, essa side-quest abre (Nei, taí a resolução do mistério). Dei a volta no moinho de vento, andei por trás do relógio da cidade e saí atrás da sala do trono. Vi o rei de conchavo com aquele caçador de recompensas que ajudou Profiteur e o Mestre Ladrão, o Khint... O rei disse para Khint do plano que deu todo errado... Desde o Profiteur, o lance do Oasis, fazer o povo trabalhar como escravo pro moinho funcionar... E disse que queria matar Agnès. Nesse momento, saímos da tocaia e desafiamos o rei, mostrando provas escritas (os papéis que foram encontrados com Profiteur que confirmavam toda a história). E então o pau quebrou feio.

      Nessa luta, derrotamos o rei e Khint, que dessa vez não fugiu, preferiu ficar lutando até a morte já que havia recebido muito dinheiro. Ganhamos o respeito do povo de Ancheim, livramos eles da tirania do rei, e de quebra ganhamos mais dois jobs: Time Mage e Spell Fencer - esse último permite imbuir a arma equipada com magia. Provavelmente Edea será uma Spell Fencer quando eu maximizar o job de guerreira dela.

      Caras, essa jogatina tá muito bacana. Bravely Default para todos. =)
    15. Atualizando, mais spoilers abaixo.

      Saindo de Ancheim com rumo ao templo da água (se não me engano, sou ótimo em lembrar dessas coisas), rumamos ao nosso barco voador. Mas não esperávamos que um Cavaleiro Negro estivesse nos esperando... Ele derrubou Tiz com um golpe e ameaçou Agnès, mas Edea pulou na frente e a defendeu antes que ele a pudesse fazer mal.

      Edea conhecia o tal cavaleiro, eles eram amigos de infância ao que parece. O Cavaleiro Negro não machucou mais ninguém por conta disso e partiu para reportar ao Conselho dos Seis que Edea, a filha do líder desse conselho (longa história, esse conselho serve para governar e ditar o futuro do mundo) estava junto da Sacerdotisa do Vento, e antes disso, acabou com a nossa partida quebrando o que seria o motor do barco.

      No conselho, o líder disse que qualquer opositor ao movimento deveria ser morto - ou seja, o próprio pai ordenou que a filha fosse morta caso fosse um empecilho. E de volta ao barco, não restou nada ao grupo a não ser abandonar o navio, porque ele já não servia para nada... Então tivemos que cruzar o pântano (Miasma Woods) que fica ao norte de Ancheim a pé para chegar até a cidade das flores, onde estaria a Sacerdotisa da Água. Mas, a cidade estava estranha... Parecia um desfile de moda, só mulheres moram por lá e agora precisamos encontrar a sacerdotisa.

      Na outra ponta da história, o Cavaleiro Negro (portador de mais um job, provavelmente) pediu ajuda à uma Valquíria para conter Edea e o grupo, mas ela disse que o faria a qualquer custo... Mesmo que se tivesse que matar Edea.

      Vamos ver o que rola nos próximos capítulos.
    16. Não encontramos a sacerdotisa da água ainda, mas falamos com a Matriarca Sacerdotisa na cidade de Florem. Falamos sobre o fato da cidade de Florem ter se tornado um shopping center cheia de menininhas saídas da Malhação e ela pediu desculpas, mas não havia nada que pudesse fazer quanto a isso.

      Também pediu mais desculpas por não fazer idéia de onde a Sacerdotisa da Água, Olívia, estava... Então teremos que de qualquer jeito voltar à caverna perto da saída de Miasma Woods onde está o Templo da Água.
    17. Descemos até o Templo do Cristal da Água e... Vazio. Nem a sacerdotisa, nem as trabalhadoras, nem monstro, nem nada. Vazio.

      E agora, para chamar a atenção da Sacerdotisa da Água, Olivia, Agnès irá se candidatar no concurso de beleza de Florem. Quem sabe Olivia não aparece? Eis a quest pelo futilidade.
    18. Bom, ainda na tentativa de descolar uma tintura pro cabelo e um vestido pra Agnes poder participar do desfile de Florem, ficamos sabendo que somente uma pessoa poderia nos ajudar a conseguir tais coisas: O velho tarado de Yuliana. Ou seja... Aquela porcaria daquele velhote da casinha. Parece que tem um atalho pra casa dele, vamos ver.

      De quebra, descolei mais duas side-quests: uma de umas garotas que foram buscar um broche miraculoso sozinhas floresta adentro, e devo encontrá-las. A outra, é de encontrar esse tal broche... Mas isso me cheira a armação... Esse broche parece deixar as garotas de Florem mais belas, mas dizem que ele é amaldiçoado.. Vamos ver o que rola na sequência, vou fazer essas side-quests antes de partir pra casa do Sábio de Yuliana.


    19. [LINK Miiverse]

      Uma das side-quests foi finalizada. Consegui o job de Summoner que parece ser bem bacana, mas com certeza vai ser um dos últimos que deixarei para trás.

      Tive uma treta com a Mephilia, ao que parece, irmã de Edea. Ela estava por trás de assassinatos de fadas e uso de suas asas para fazer as tais presilhas de cabelo - que por sinal, deixava as meninas paranoicas. Daí as gatinhas de Florem estarem tão tapadas e se apegando às questões Malhacionísticas.

      Bora pra segunda side-quest. Falta pouco para meus jobs chegarem no nível 10 - aliás, 3500 pontos de XP para subir nível de job é mais do que todos os outros 9 níveis... Demorou bastante.

      Por enquanto o jogo está bem legal ;)
      • Ah sim, save state mental: Parece que são 6 summons diferentes para serem conseguidos, e no diário de Ringabel foram adicionadas dicas (bem vagas) de como consegui-los. O primeiro já vem embutido no job, que é o Girtablulu. Nome estranho não?

    20. A segunda side-quest foi vencida também. Mais spoilers abaixo:

      Para o lado direito do mapa, chegamos em um lugar com uma cobra gigante morta. Eram desses bichos que eram extraídas as tinturas - que por sinal, tinham efeito alucinógenos - usadas pelas garotas de Florem. E como imaginado também, essa side-quest rendeu outro job: o de Ranger. Foi uma batalha dura com a "dona" desse job, que agora esqueci o nome... Não tinha nenhum ataque especial carregado, então abusei das mágicas de Tiz para derrotá-la.

      Sobre o job de Ranger, parece que esse é ataque elevado ao extremo e defesa de cerâmica, capaz de botar Ringabel como Ranger assim que eu maximizar o job de Monk dele. E o duro é que estou com todos os jobs no nível 10, e agora pra chegar no 11, que talvez seja o último, são 4000 de XP.

      E já passei pelo caminho que leva à Yuliana, tive só que derrotar uma tartaruga gigante no fim da caverna. Agora, falemos com o velho tarado sobre embelezar Agnes para o festival de Florem.
      • Ah sim, no meio dessa passagem para Yuliana tive que aguentar um ataque de 1k de um bicho lá, e então ganhei mais um summon de água que também não lembro o nome. E isso me lembra que vi outro bicho desse em algum lugar perto de Ancheim, talvez no templo do vento... Onde seria isso? Será que vai me render mais um summon? Vou aproveitar que tenho que ir até Yuliana e quem sabe esticar até o templo do vento.
    21. Falamos com o sábio de Yuliana, que por sua vez passou um biquininho pra Agnès ganhar o festival. Porém, como ela é uma moça recatada, de família, que não conhece nada da vida, não quis usar a tal peça... Mesmo com tanta insistência de Ringabel e do próprio sábio.

      A solução dada por Tiz acabou sendo do agrado de todos: usar o vestido de Sacerdotiza do Vento. Ou seja, andamos tudo isso pra nada.

      De volta à Florem.
    22. Eis que finalmente entramos no festival de Florem. Agnès participou, mandou seu recadinho para Olivia - além de um beijo pra mãe, pro pai e pra você - e recebeu ZERO votos. Justamente por ser uma menina recatada, temente aos cristais, novinha. Sem saber nada da vida.

      Pelo menos Olivia ficou sabendo da trama... E mandou uma carta à Agnès. Ela disse que estava escondida numa caverna à leste de Florem, e que ninguém deveria ficar sabendo de sua localização - nem mesmo a Matriarca de Florem... Tem boi na linha.

      E antes, mais duas side-quests se abriram: uma em que a Bloodrose Guild (ou seja lá o nome que for) prepara um ataque à uma cidade escondida à norte, e outra em que rolou um pitaco de um tiozinho parecido com Dr. Ray, dizendo que o grupo era um esqueminha, e que Tiz e Ringabel deveriam partir pra cima das meninotas... Como isso é uma side-quest eu não sei, mas tem o balãozinho azul indicando.

      Pelo menos a 1a sidequest eu sei o que tem de ser feito, já a segunda... O balão azul está em cima de Florem, mas não manjei o que fazer.
    23. Uma das side-quests vencidas. Aquela do tiozinho que pegava as meninotas e tal, bastava entrar em Florem à noite e ele estava lá na parte de cima da cidade, destruindo corações apaixonados.

      Esse cara estava drogando as meninas e fazendo elas... de escravas. E mantinha elas presas num porão perto da praça central de Florem. Edea se ofereceu como isca para tentarmos pegar esse tiozão, e ela também acabou sendo "envenenada" pelo feitiço e se tornou prisioneira. No fim, seguimos o tiozão, que se chamava Dandy DeRosa, até o fundo do seu esconderijo e salvamos Edea - sem antes termos uma batalha difícil contra o dito cujo.

      Na verdade, Dandy DeRosa era um Mago Vermelho. Depois de o derrotarmos, agora temos mais esse job para usar, e que parece ser bem interessante... Capaz de usar ele em Ringabel, depois que conseguir evoluir todos os jobs no nível máximo. Engraçado que eu estou com quase 30 horas de jogo e meus jobs ainda são os mesmos desde o começo! Depois do nível 8 ou 9 fica bem demorado pra subir o nível dos jobs... E aparentemente ainda tem mais nível pra subir depois do 10 (o que eu estou no momento), porque aparentemente tem magias pretas mais fortes que as que eu tenho, e o nível 3 e 4 delas ainda não se abriram pro meu job de black mage...

      Fora que o jogo tá ficando cada vez mais difícil, meus equips e níveis não estão mais dando conta de vencer as batalhas no primeiro turno ou de vencer a batalha sem tomar dano - de quebra, estou perdendo meus bônus de XP de nível e de XP de job ao fim das lutas, o que faz demorar mais ainda pra subir de nível.

      Vamos que vamos que tá bem legal, partindo pra segunda side quest e depois para ajudar Olivia, a sacerdotisa da Água.
      • Outra coisa que fiz também foi desafiar um dos Nemeses que ficam no mapa de Norende - claro, um que fosse um nível abaixo do meu, porque eles são muito mais fortes do que os inimigos "normais". O bom deles é que rendem bastante XP de nível e de job. Negócio é conectar na internet e atualizar quando chegar em casa, quem sabe vem mais Nemeses enviados por jogadores pra batalhar e aumentar XP...
    24. Segunda side-quest vencida, mais um job adicionado - to com mais "jobs" que o pai do Cris!

      Quem diria, fomos até à cidade no canto do mapa, no intuito de avisar sobre o ataque surpresa da Blood Rose Legion, e acabamos vítimas de uma emboscada... A cidade já estava vazia.

      E depois de um papo da Edea com a Valkyre (esqueci o nome dela), tivemos uma batalha até que relativamente fácil. Esse job, se for igual era na demo, vai ser o próximo de Ringabel com certeza... Tem golpes legais, e ataques de área batem bem doídos.

      Finalmente, vamos até o templo da água ver o que rola com Olivia.

      Eis um bônus, depois da vitória:


      [LINK EXTERNO]
    25. Resumindo a treta toda, porque eu joguei bastante e loguei pouco:

      Passamos pelo Templo do Crepúsculo e chegamos a uma cidadela para encontrar Olivia. Problema é que a Bloodrose Legion nos seguiu e tentou nos atacar... Acabaram matando Olivia. Foram dois magos, Victor e Victoria, e a julgar pelos seus poderes, ainda teremos os jobs "Dark" e "Light". Batalhamos eles logo após a morte de Olivia, mas eles fugiram.

      Sobrou para Agnes acordar o cristal da água, já que Olivia havia morrido. E acabamos sabendo também que a sacerdotisa do templo do fogo e terra haviam morrido também, então...

      Acordamos o cristal da água e agora podemos navegar com o Eschalot. Então a Matriarca de Florem nos deu direções para o Templo do Fogo, que seria pela água mesmo. No caminho rolou uma treta entre Edea e Agnes, pois Edea havia revelado que o pai dela era quem comandava os ataques contra os "cristalistas". Essa perna aí ainda ficou solta, e entramos no capítulo 3 finalmente.

      Depois de deixarmos Florem para trás, chegamos a um navio gigante que mais parecia uma ilha, no meio do oceano. Paramos lá porque Ringabel queria ver garotas de biquini...

      O que nos aguarda nesse navio gigante?

      [LINK EXTERNO]
      [LINK EXTERNO]



    26. Continuando: No navio encontramos Zatz, um baixinho rato / toupeira humanóide, que estava pedindo ajuda ao conselho do navio para enfrentar uma grande guerra em seu continente.

      O conselho do navio prontamente negou ajuda, justamente por estar situado no meio do mar numa zona neutra.

      Nosso grupo conversou com Zatz e ele disse que o continente de Eisenberg - que era justamente onde precisávamos ir para acordar o cristal do fogo - passava por uma batalha... Um grupo chamado Swordbearers, que antigamente defendiam o cristal e a sacerdotisa, agora querem tomar o continente inteiro e declaram guerra aos Shieldbearers - que é sua facção. Eles mataram a sacerdotisa do fogo, e agora pretendem conquistar o mundo com ajuda do conselho dos seis, vejam vocês.

      Demos carona pra Zatz e rumamos até Eisenberg. Chegando lá, o comandante dos Shieldbearers nos agradeceu por trazer Zatz de volta são e salvo, e nos pediu ajuda na guerra contra os Swordbearers. Porém Agnes recusou, dizendo que não gostaria de tomar parte em uma guerra.

      Fato é que, a entrada para o templo de fogo está fechada por conta da lava que saiu do controle da montanha, após a sacerdotisa do fogo ter morrido... E por hora, teremos que procurar uma entrada por lá, e de qualquer forma teremos que passar pelo campo de batalha... Ou seja, de uma forma ou outra teremos que tomar parte na guerra, Agnes querendo ou não.

      Qual será a próxima parada?
    27. O Capitão Goodman, de Hartschild, a cidade que fica no meio da lava quente praticamente, nos pediu ajuda para encontrar uma amostra de uma "nuvem de veneno".

      Essa nuvem de veneno foi uma arma usada pelos Swordbearers - na verdade, pelo conselho dos seis depois que eles se aliaram aos Swordbearers - para garantir uma vitória contra os Shieldbearers. Muitos morreram no campo de batalha com essa nuvem de veneno...

      Fomos até Grapp Keep, que fica ao norte de Hartschild, para colher uma amostra desse veneno. Chegando lá, fomos abordados por vários fantasmas de soldados que foram assassinados por essa nuvem de fumaça... E a maioria dos inimigos que enfrentamos eram fantasmas, zumbis e esqueletos. Que coisa... Estranha não?

      Tivemos um novo "encontro" - na verdade, ouvimos ele conversando através da parede com outro "boss", dentro de Grapp Keep - com um dos professores espadachins de Edea, e ele não concordava com o método usado para vencer essa luta contra os Shieldbearers. Ouve uma pequena discussão com o boss que construiu a arma de veneno, Qada - The Salve Maker. Enfim. Provavelmente ambos renderão jobs legais, se chegarmos a enfrentá-los.

      Agora temos de voltar até Hartschild para levar a amostra do veneno para o Capitão Goodman para análise. Uma side-quest também se abriu, mas não consegui ainda descobrir como avançar nela. A casinha de Zatz e Datz tem o marcador, eles comentam que à noite um navio fantasma aparece ao longe, mas não conseguimos ainda encontrar esse navio fantasma, mesmo à noite.

      São dois objetivos: encontrar o navio fantasma e levar a amostra de veneno para o capitão, que aliás, talvez perca sua amada esposa para outro pretendente, pois ele só fica no campo de batalha.
    28. Bom, foi uma sessão bem intensa dessa vez, não sei se vou lembrar de tudo pra postar. Mas vamos lá.

      Falando sobre as side-quests, meio que finalizei 3, e mais três jobs foram adicionados: Pirata, Swordmaster e Bard.

      O de "Bard" abriu logo depois de eu entregar o veneno para o Capitão Goodman. Uma marca azul apareceu no Grandship no meio do mapa, e eu voltei até o navio para ver qual era. A velhinha da taverna me contou sobre um bardo que vivia ali e passou muitas músicas para as pessoas... E ela me deu direções. Revisitei todas as cidades principais, falei com os discípulos desse bardo em Caldisla, Florem, Hartschild (tem mais mas estou esquecendo) e os pupilos todos gostavam do professor que infelizmente já havia falecido havia um tempo. O último discípulo de Hartschild disse que o bastão de condução do bardo estava no Grandship mesmo, e que com esse bastão meu grupo poderia conduzir a música - desde que eu seguisse também as dicas para tocar a música!

      Enfim, conseguimos o job e de quebra neutralizamos a cantora Praline, que aumentava o ataque dos Swordbearers na guerra contra os Shieldbearers, e desse jeito, sem querer a luta contra ela ficou mais fácil. O bastão fez com que a nossa música ficasse mais alta, e então os soldados Swordbearers não ouviam a cantoria de Praline. Ajudamos o Capitão Goodman mais uma vez.

      E numa dessas indas e vindas dessa última side-quest, acabamos encontrando mais outra: achamos o tal navio fantasma no meio de um nevoeiro no meio do mar. Entramos no navio e lutamos contra o Capitão Barbarossa, um dos famigerados que junto de Praline e Qada estava ajudando os Swordbearers. A luta não foi tão difícil, e no fim conseguimos o job de Pirata.

      Em outra side-quest no templo de Mythril ao norte de Hartschild, enfrentamos e derrotamos o Mestre de Edea, Kamiizumi (ou algo do gênero) e conseguimos o job de Swordmaster que provavelmente usarei em Edea ou Tiz. Rolou uma cena e Kamiizumi nas suas últimas palavras pediu à Edea que reconsiderasse e voltasse a falar com o pai dela, o cara que está só liderando essa cruzada contra os cristais, chefe do conselho dos seis.

      Já na quest principal, depois de trazer o veneno de volta ao Capitão, ele contou que alguns meninos estavam sendo usados como "garotos canários" nas minas de mythril como escravos pelos Swordbearers. Esses meninos trabalhavam na extração de minério e serviam para alertar quando havia vazamento de gás, iguais aqueles canários que os mineiros levam pra mina.

      Depois de muita discussão com Agnes - eita mina chata, puta merda - partimos para salvar os meninos. Resgatamos quase todos, faltando o garoto Egil que havia fugido para um forte dos Swordbearers mais ao norte do mapa. Entramos no forte, demos porrada em todo mundo, pegamos vários itens, ganhamos jobs e voltamos com o garoto são e salve... Mas ao invés de ir descansar, ele quis nos ajudar.

      Ele sabia de uma entrada secreta ao templo de fogo, à partir da mina de mythril. E segundo ele, essa passagem secreta foi mostrada pelo próprio espírito da sacerdotisa do fogo em seus sonhos... Loco né?

      Enfim, entramos no templo de fogo, e depois de muitas batalhas e caminhos flamejantes, chegamos ao cristal de fogo e derrotamos o monstro épico que lá estava impregnando ele e não permitia que sua força voltasse ao normal. Depois da vitória, a mina de mythril parou de produzir mythril, o que vai ajudar mais ainda a batalha dos Shieldbearers contra os Swordbearers, ainda mais com vários de seus chefes derrotados - como Praline, Qada, Barbarossa e o líder, Kamiizumi.

      Reportamos os acontecimentos ao Capitão Goodman, e devemos voltar à Hartschild para descansar. O menino Egil não quer ficar por lá no entanto, pois durante o ataque dos Swordbearers seus pais foram assassinados... Ele quer andar com nosso grupo. Vamos até a casa do Capitão Goodman em Hartschild para falar com a sua esposa e ver a decisão dela... Mas a impressão que dá é que Egil vai fazer parte do grupo, como mascote igual a Airy, já que ele é muito novo para lutar.

      E foi aí que paramos, vamos lá falar com a Sra. Goodman.
      • Ah sim, várias fotinhas comemorativas! E o job que me foi dado foi o da Praline, e era performer e não bardo, além do de Salve-Maker que usa itens ao máximo de efeito =)





























        As duas fotos abaixo, a galera quase caiu na lava! Mas Agnes, num surto de adrenalina e falta de mimimi, resolveu salvar o grupo.















        É isso. Esse jogo tá muito foda. Não sei se vou chegar até o fim, mas tá muito recompensador. Pena os Final Fantasies não serem mais nesse nível de narrativa e mecânica.
    29. Bom, alguns avanços na história:

      Depois de deixarmos Egil em Hartschild com a esposa do comandante, fomos até o Grandship. Lá ficamos sabendo que o dono da estalagem de Caldisla estava acamado, já que no começo do jogo ele havia perdido seu filho durante aquela batalha com o Black Mage.

      Bom, tiramos Egil da esposa do comandante de Hartschild e o levamos até Caldisla pra fazer compania ao dono da estalagem. O rei de Caldisla passou dois ofícios para Egil: ajudar o estalajadeiro a tomar conta do local e passou também uma insígnia para ele treinar e se tornar um possível cavaleiro no mesmo nível do filho do dono da estalagem. De qualquer forma, foi sacanagem tirar o menino da esposa do comandante Goodman.

      Uma nova side-quest se abriu, e voltamos para Hartschild. Misteriosamente, um bilhete chegou ao comandante e à sua esposa, avisando que Agnes participaria de um banquete em sua residência - bilhete este que Agnes não havia enviado. Dois dos melhores comandantes do exército de Goodman também foram convidados para esse banquete. E eis que o banquete na verdade era uma cilada, ficamos todos trancados dentro da mansão do comandante. Depois de muita deliberação e dos dois comandantes mortos, descobrimos que a nova empregada da casa, que inclusive havia se fingido de morta, era uma assassina que pretendia matar o comandante. Tiz e sua trupe impediram isso lutando contra ela, e mais um job ficou disponível: o de Ninja. Espero que este seja bem útil!

      A próxima parada seria Grandship novamente, Ringabel olhou no seu diário - que as palavras aparecem à medida que a história se desenvolve - e deveríamos usar o Grandship para entrar na fortaleza do inimigo para acordar o cristal da Terra. Mas numa cena, o conselho dos 6 não menospreza mais Agnes, e estão se fortificando.

      E aí paramos, precisamos de alguma maneira fazer com que o Grandship avance adentro do território inimigo.







    30. Mais alguns logs do que rolou.

      No diário de Ringabel dizia que deveríamos inserir um orichalcum em algum painel de Grandship para fazer com que ele funcionasse corretamente... E então, depois do navio-cidade ser evacuado - pois estava afundando - e adentrarmos a sala das máquinas, onde somente os anciões tinham acesso - e fugiram como ratos - conseguimos inserir o orichalcum, que pegamos com Egil de volta à Caldisla, no nível mais baixo do Grandship. E essa "dungeon" dentro da salas das máquinas foi bem legal, cheia de inimigos.

      Fato é que... O navio também voa. Acredita? Daquele tamanho, voando? Pois bem, agora podemos voar por cima do "duchy" e chegar até o conselho dos 6 pra tentar acordar o cristal da terra. Negócio vai esquentar.

      Ah sim, Mudei o job de Ringabel de Black Mage para Monk. Preciso mudar o de Ringabel que já é um mestre monge, mas antes preciso de um substituto né? :)
    31. Chegamos em Eternia, capítulo 4. Primeiro, paramos nossa caranga-barco na entrada dos portões da cidade e demos a volta pelo Pico da Nevasca. Enfrentamos um golem de gelo, que me leva a crer que estou com armas, nível, armaduras, magias e jobs errados, porque pela primeira vez no game, penei pra vencer algum boss.

      Enfim, passamos pelo Golem e entramos na cidade. Houveram algumas cg's com o comandante de Eternia, pai de Edea, com o Cavaleiro Negro, Victor e um soldado aleatório, dizendo que a sacerdotisa havia chego na cidade. As defesas foram intensificadas, e o comandante pediu para que os cabos de "magia branca" que ligam aos hospitais para tratamento fossem desligados, talvez para economizar energia e impedir que a sacerdotisa e time cheguem ao cume da torre onde fica o cristal da Terra. Porém, as pessoas dentro dos hospitais precisam da energia branca para cura, e se os cabos forem desligados...

      E ficamos sabendo que a mãe de Edea está no hospital... Quero só ver onde isso vai parar.
    32. Fiz uma puta de uma burrada... Comprei dois golden eggs achando que os ganhos de grana seriam quadruplicados, mas na verdade, não importa quantos deles você tenha equipado, só vai dobrar a grana mesmo... Animal, tava quase conseguindo 500k pra comprar um exp egg. E saí da cidade, o jogo salvou e já era... Tomei um prejuízo de 400k, pq eu não queria essa joça...

      Enfim. Tive que fazer uns grinds na saída da cidade de Eternia pra conseguir upar meus jobs e níveis dos personagens. Logo logo parto pra agressão física.
    33. Consegui derrotar Victor e Victoria. Foi uma batalha bem difícil, e precisei bolar uma estratégia... Equipei meus personagens todos com um Reflect Ring pra rebater as magias deles, mas por algum motivo o efeito sumiu... Então Agnes, de volta a ser White Mage, resolveu com bastante magias de suporte. Ringabel e Tiz batendo como ataques físicos e Edea também no suporte só nos contra-ataques. Victoria derrotada, não deu muito trabalho vencer Victor, já que era ele quem ficava só nos buffs.

      Os dois jobs que abriram - Arcanist e outro que não lembro - parecem ser bons e talvez umas variações de Black e White Mages. Vou mudar em breve, porque Red Mage não está dando certo para Ringabel.

      Na história, um cara maluco surgiu na Central de Comando de Eternia e botou a party inteira pra dormir, e fomos capturados pelo Black Knight Alternis Dim. Edea ficou confinada sozinha no seu antigo quarto, e seu pai, Lord Marshal, talvez vá falar com ela. A história parou aí, com Edea sozinha... Onde estará o resto do grupo?
    34. Save state mental, continuando a história: Edea confrontou seu pai e não houve acordo, ela vai continuar lutando pelo cristalismo e seu pai vai continuar lutando contra.

      Edea escapou do quarto às escondidas e adentrou o calabouço para libertar o resto do grupo que estava preso. O pai de Edea, o Marshal, aparentemente deve favores ao maluco que botou nosso grupo para dormir e nos capturou. Aparentemente o Grand Marshal o nomeou Arquiduque de Eternia por conta desses favores. E ao que tudo indica também, ele quem influenciou o pai de Edea a lutar contra o cristalismo.

      Depois de sairmos do calabouço com a ajuda do Sábio de Yuliana - ele era um dos integrantes do conselho dos 6, do "duchy" de Eternia, mas não concordava com a cruzada do anti-cristalismo. Acabou se matando para ajudar-nos a escapar -, chegamos de volta à central de comando de Eternia, e provavelmente haverá um novo confronto com com o pai de Edea. Vamos ver o que vai rolar.

      Ah sim, Tiz já é Monk nível 13, Edea é Swordmaster nível 12 (esse vou trocar), Ringabel é Red Mage nível 11 (job muito ruim) e Agnes é Spiritualist nível 9, que aparentemente é um job que quando masterizado vai casar certinho com White Mage. Depois vou nomear Ringabel como Black Mage e na sequência fazê-lo um Arcanist.

      É possível que ainda tenhamos que enfrentar Alternis Dim, o tal do Black Knight. E desconfio que esse será o job de Edea após masterizar Swordmaster.

      Parafina nos dedos porque a subida é osso.
    35. Contrariando as expectativas, não enfrentamos o Black Knight Alternis Dim. Enfrentamos sim Braev Lee, o Templar, Chefe do Conselho dos 6, Marshal de Eternia, Cabeça do Duchy, o de vida eterna.

      Rolou uma ceninha de Edea tentando convencê-lo a não lutar e vice-versa, e então partimos para a inevitável agressão física. Não chegamos a matá-lo, mas ele vai ficar muito tempo de cama pela surra que levou. No fim da luta, a mãe de Edea apareceu, todo mundo disse que ama todo mundo e ficou nessa. Também surgiu Lord DeRosso, um vampiro que por hora está fora de contexto - o mesmo babaca que botou o grupo pra dormir e estava cobrando favores de Braev.

      Faremos nosso caminho agora até o Cristal da Terra, numa dungeon que não lembro o nome - Tower of alguma coisa. E mais montros e provavelmente um boss matador.

      Tiz agora é um mestre monge e está batendo bastante, mas acho que não tanto quanto Ringabel quando ele este era um mestre monge. E ainda decidindo se para Tiz é melhor Ranger, Time Mage, Thief, Pirate, Ninja... Ringabel está sem controle, batendo feito uma mula como Arcanista... Se ele dá dano Dark em algum monstro que está envenenado ou adormecido, é 9k de dano - que desconfio ser o máximo, porque aparece 9999 no ataque, não mais que isso. Realmente Red Mage não tem nada de atrativo. Edea após virar Swordmaster nível completo, provavelmente vai virar Templar - o job que conseguimos após derrotar o pai dela - e Agnès está quase Spiritualist master também, e não sei qual job coloco pra ela, mas provável de ser algum de suporte que ajude White Mage assim como Spiritualist... Quem sabe Summoner?

      Eis:



      • Uma coisa me chama a atenção: os motivos do pai de Edea, para destruir o Cristal e salvar o mundo, me pareceram justos e reais. E Airy, fada companheira de Agnès, soa muito suspeita em alguns momentos, tentando a todo custo reviver os cristais, sem se importar que isso custe a vida de alguém... Será que é impressão minha? Será que existe algum motivo real por trás desta cruzada dos templários contra os cristais?

        Nos próximos capítulos veremos - que aliás, quantos são? Imagino que estou próximo do 5o.
    36. Mais uma atualização na parada. Spoilers abaixo.

      Reviramos bastante o Templo da Terra, e chegamos à porta do que provavelmente é o monstro que infestou o cristal. Na nossa incursão, encontramos vários papéis e memorandos, contando sobre a história de um clérigo que tentou salvar a população de uma praga que aconteceu vários anos atrás, usando a ajuda dos cristais - especificamente, o cristal da Terra.

      Esse pedido foi negado. As pessoas responsáveis pelos cristais (sacerdotisas, etc) negaram essa ajuda, e um vilarejo bem pequeno foi dizimado, junto dos demais. Esse vilarejo bem pequeno no caso, era a terra natal do clérigo. Clérigo esse que foi subindo posições importantes, até se tornar... O Lorde Templário, o Duchy de Eternia, Braev. Pai de Edea.

      Veja só que plot twist. Daí toda a revolta e o ódio do pai de Edea, nessa cruzada contra os cristais e os cristalistas, que deixaram uma boa parte da população morrer, aparentemente negando a ajuda dos cristais para combater a praga que infestou a terra na época anterior... E a ganância humana mais uma vez se faz presente.

      Sobre os jobs, Agnès é mestra espiritualista - e capaz de continuar, talvez virar Salve Maker... É preciso alguém no suporte dos stats e healing. Tiz ainda é mestre monge (e provavelmente vai continuar assim), Ringabel é mestre arcanista combinando habilidades de magia negra - e está imparável. Infelizmente, ainda não achei um job legal pra Edea, capaz de quando ela virar uma mestra templária - faltam 2 níveis - vou deixar ela de pirata. Aparentemente pirata deve dar bastante dano físico, e isso acaba fazendo falta.

      Bom, nosso grupo agora tem de acordar o Cristal da Terra. Espero que isso não inicie o armagedon.
    37. Quarto cristal recuperado. Tivemos uma batalha fácil (ou será que o grupo está num nível alto?) e passamos pelo monstro que infectava o cristal da Terra.

      Houve uma certa indecisão de Agnès sobre salvar ou não o cristal, depois de toda a questão que rolou até agora sobre o pai de Edea... Mas Airy se prontificou a dizer pra recuperar logo e não perguntar nada. De novo, Airy, nossa fada companheira com atitudes muito suspeitas.

      E agora? Não sei! Só matei o monstro e coloquei o 3DS pra carregar, logo mais veremos o que vai rolar!
    38. Mais spoilers aí na sequência. Depois da batalha, salvamos o quarto cristal, e segundo Airy, um pilar de luz se abriu no mapa, e teríamos de levar um pingente que ela carrega até esse pilar para "resetar" o tempo e voltar tudo como estava antes da abertura da grande fenda que engoliu o vilarejo de Tiz no começo da história, e também todos os outros eventos.

      Ainda não fui para lá, estou no castelo do Lorde De Rosso, o tal "vampiro", que estava junto do pai de Edea. Vários fatos curiosos foram elucidados pelo dono do castelo sobre a história em si, e tem tanta coisa que nem vou conseguir lembrar de tudo. Mas o sábio Yuliana tem muita participação no levante dos templários, embora ele trabalhasse para os cristalistas ortodoxos. Ah sim, tivemos também que batalhar 6 dragões pelo mapa, para juntar as chaves e abrir o castelo.

      Agora, a batalha contra Lorde De Rosso. Bem difícil, vou ter que bolar uma estratégia, mas um ataque dele já mata toda a minha equipe.
    39. Mais spoilers, mais progresso. Com 74 horas de jogo e no nível 86, cheguei ao começo do segundo capítulo.

      Com uma estratégia meio loca usando "Default" e ataques de Ringabel (botei o inimigo pra dormir e usei uma magia que dava dano alto em personagens com esse efeito) consegui derrotar Lord De Rosso. Adquiri o job / asterisk de Vampiro e fiquei sabendo mais sobre a história toda, antes dos acontecimentos atuais. E sobre a minha suspeita de Airy, eis:

      [LINK EXTERNO]



      Ao que tudo indica, realmente Airy está à mando do Báteman. Vamos ver o que acontece nos próximos capítulos.

      Seguindo a história, conforme pedido por ela, adentramos o grande pilar de luz que havia aparecido no mapa. Porém, o cavaleiro negro Alternis Dim nos seguiu e entrou no Grandship querendo sangue. E demos à ele... E algo surpreendente aconteceu: depois de derrotá-lo, sua máscara caiu e ele era... Exatamente como Ringabel! E ao cair do navio, deixou cair seu diário... Que é exatamente igual ao de Ringabel! Que zica! E agora?

      Bom, o navio tremeu pra burro e quase quebrou após essa luta aí, por conta de termos entrado no pilar de luz. Depois da chacoalhada toda, Tiz acordou na estalagem em Caldisla... Como se fosse o começo do jogo! Os Cavaleiros do Céu lá do comecinho, haviam acabado de atacar a cidade, e parece realmente que foi tudo resetado... O grupo se encontrou logo depois na própria estalagem, e agora, no começo do capítulo 5, vamos tentar encontrar alguma lógica por trás disso tudo.
    40. Muitos spoilers para baixo. Leia por sua conta e risco, já que é muito trampo de colocar todas as tags - principalmente, se você for jogar esse jogo algum dia, EVITE LER. Você foi avisado.

      Todas as side-quests (balões azuis) e todos os cristais foram resetados depois que entramos no pilar de luz. Acreditávamos que ao entrar no pilar, tudo seria resetado... Porém, não foi bem isso que aconteceu. O "great chasm" que engoliu a vila de Tiz por exemplo, ainda estava lá.

      Resolvi não refazer as side-quests, fui direto pros cristais. Após resolver o segundo cristal, a roupa de sacerdotisa da Agnès ficou só o trapo de tanto uso, e tivemos que procurar o Sábio Yuliana para consertar - pois sem a roupa, não haveria como acordar os cristais restantes.

      Ao falar com o sábio, ele pediu que nós o encontrássemos na caverna ao sul de sua casa, para dizer algumas palavras... E ele pediu que fosse ao seu encontro somente Agnès e alguém que ela confiasse muito. Esse alguém foi Tiz, nem Airy entrou na caverna.

      Chegando lá, Yuliana passou MUITA informação importante. A primeira delas, dizendo à Agnès qual era a vez que eles tinham se encontrado... Confuso? O sábio tem 800 anos de idade, e disse que essa era a 3a vez que eles haviam se encontrado. Naquele mundo. Naquele mundo, pois ao entrar no pilar de luz, aparentemente fomos parar em outro mundo ou dimensão, o qual ainda não tínhamos alterado nada.

      Yuliana reconfirmou tudo o que De Rosso havia nos dito antes, na side-quest para conseguir o job de vampiro. Ele contou que De Rosso e ele eram inimigos ferozes. De Rosso era Anti-Cristalista, Yuliana então era membro da Ortodoxia dos Cristais. Enquanto eles batalhavam pela enésima vez, um anjo veio do céu, quase para morrer, e lhes contara várias profecias... Que o mundo seria destruído por um evento chamado "Harrowing" e que eles notariam vários sinais que antecederia esse evento... Como, o buraco que engoliu a vila de Tiz, a grande Praga que matou quase todo mundo na vila do pai de Edea, entre outras catástrofes. O anjo então viria a falecer, e De Rosso e Yuliana não mais lutariam, e tentariam encontrar pistas sobre esse tal evento.

      Agora o mindfuck: o tal anjo, segundo Yuliana... Era exatamente igual Agnès. =)

      E as perguntas não param... Seria esse lance de viajar entre mundos ou tempo, algo que está sempre acontecendo? No caso de Ringabel, que ele aparentemente era o Dark Knight Alternis Dim? E haveria relação disso com Agnès que seria o tal anjo que apareceu há quase 700 anos atrás? E, como Agnès e Ringabel viajaram no tempo? Será que o despertar do último cristal e o pilar de luz disparariam o tal evento destrutivo no mundo?

      Muitas perguntas ainda restam, e somente um cristal para despertar. Vamos ver o que acontece.
      • E o que aconteceu ao despertar o último cristal? A porra toda resetou de novo. Dessa vez, o estalajadeiro de Caldisla não nos reconheceu, e disse que Tiz conseguiu salvar o irmão dele de ser sugado pela terra... Estranho?

        Antes de entrarmos no pilar de luz pela segunda vez, Alternis Dim (Ringabel?) apareceu de novo, e travamos mais uma batalha... Dessa vez, ele apontou Airy como sendo a responsável pelo armagedão, pois ela liberaria o poder dos cristais e os deixariam comer soltos no pasto. E após a batalha, Ringabel teve flashes de memória e relembrou de várias coisas... Mas ainda não disse nada, ou quase pouco, pois o grupo estava reunido com Airy...

        Puta merda não?
    41. Então, é o seguinte. Se liga aí.

      Aparentemente, por algum motivo que só Tiz, Ringabel e Agnès entenderam, Airy está nos fazendo entrar no pilar de luz várias e várias vezes. Eis o motivo de Filgs ter desistido desse game.

      Tive que resetar o mundo 4x. Refazer as bossfights dos templos dos cristais 4x. Com isso aí, Airy está ganhando poder para poder destruir o mundo. Conversamos novamente com o sábio Yuliana num desses resets aí e ele comentou que o anjo - que talvez fosse Agnès, vai saber - disse que ela havia sido traída por um ser maligno...

      Ringabel lembrou de tudo. Ele é realmente Alternis Dim como já havíamos imaginado. A trama está se fechando, e não sei o que esperar. Faltam 2 templos, e essa é a quarta vez que vamos entrar no pilar de luz... E agora aparentemente é a última vez. Eu estou tanto querendo ver o fim do jogo, que misteriosamente eu não estou tão puto de ter que visitar o mesmo lugar várias vezes - o principal motivo de eu abandonar uma jogatina.

      Abaixo, uns bônus:













    42. O que aconteceu depois que resolvemos os cristais no capítulo 7? Nada, teremos que acordá-los no capítulo 8 também. Acho que esse minuto da marmota não tem fim!

      Mas agora, vou dar um tempo, pq se não eu vou ficar maluco de tanto matar os mesmos bosses tantas vezes. Espero mesmo que seja o último capítulo, senão esse jogo vai pra gaveta por me ficar fazendo de bobo - embora seja muito legal.
    43. Bom, vamos lá, muitas atualizações e muitos spoilers. Ou não.

      Airy realmente, como todos sabemos estava à mando do Báteman. Ou Ouroboros. Na verdade, tudo se encaixou.

      O plano dela era liberar o poder máximo dos cristais por todas as várias dimensões existentes (daí o motivo de ter que despertá-los tantas vezes) e com isso ter energia suficiente para preparar o caminho de seu verdadeiro mestre: Ouroboros, o ser que deve destruir todas as dimensões, mundos, planetas, formigas, etc.

      Só que todas as vezes Airy saiu bem ao matar os guerreiros da luz, menos essa última... Tivemos um papo com o tal anjo que apareceu para De Rosso e Yuliana, e esse anjo era realmente o espírito de Agnès que vive meio que perdidasso no "end of time" desde a primeira que Airy começou a despertar os cristais intencionalmente. O Ringabel que nos acompanha também é o mesmo Alternis que conheceu a primeira Agnès.

      Depois de acordarmos os cristais pela última vez, Airy nos mostrou sua verdadeira forma, a qual batalhamos e vencemos. Ela então fugiu para a Great Chasm em Norende, onde se formou a Dark Aurora, de onde deveria emergir Ouroboros. Batalhamos nosso caminho até os confins da Dark Aurora, e encontramos o que provavelmente é a forma final (e mais complicada) de Airy. Por hora, só estou tomando wipe com o grupo, preciso bolar alguma estratégia para poder vencer, mas acho que vai ser de longe a batalha mais difícil pois ela tem ataques absurdos que tiram 9k de cada um do grupo.

      Vamo que vamo.



    44. Ainda dentro de Dark Aurora, estou tomando o senhor cacete da traidora. Não consegui bolar uma estratégia direito pra conter os ataques dela, ainda estou sofrendo dano mágico e tentando ver uma boa skill de Agnès para tal. Só o rampart de Edea que ainda segura os ataques físicos, que são os piores.
    45. Só pra constar, tentei jogar um pouco agora na hora do almoço e fui surrado novamente pela Airy. Acho que a estratégia que eu estou usando não tá surtindo efeito, ela usa uns combinados de golpes físicos com magias e buffs malignos.

      É wipe em 4 ou 5 rounds.
    46. Será essa jogatina minha o maior caso de perseverança daqui do PJ? Talvez. Olhando agora, comecei o jogo em 31/03/2014, e agora, depois de quase dois anos, cheguei no que provavelmente é o último chefe.

      SPOILERS MONSTRUOSOS ABAIXO, NÃO PROSSIGA SE FOR JOGAR, E NÃO VEJA AS IMAGENS ABAIXO.

      Airy realmente não era a última a ser enfrentada como eu esperava, de tanto que falaram de Ouroboros. Foi uma luta complicada contra Airy, porque ela mexe muito com status e ataques que dependam desses status, então ficou praticamente dois membros do meu time só ajudando a melhorar e remover status. Usei até o Bravely Second sem querer para poder infligir dano maior que +9999 dessa vez, apertei o start enquanto meu time atacava e pude escolher um personagem pra atacar +1 vez no meio do turno - e escolhi Ringabel que deu dano de 13k só nessa função aí, fora o que ele já tinha dado com ataque normal no turno. No fim das contas, foi mais conter essas mudanças de status e bater nela com ataques de fogo.

      Agora devo enfrentar seu mestre, Ouroboros - que a "devorou" depois dela ter perdido para nós por tantas vezes sucessivas. Não que ela não merecesse, mas foi meio trágico... non?

      O 3DS está pausado nesse exato momento, na última forma de Ouroboros - primeiro ele assumiu a forma de Tiz e foi bem fácil ganhar dele. Agora ele virou um demônio colossal e desconfio que vai ser bem complicado bater ele.

      Vamos lá.





    47. Depois de 1 ano, 4 meses, e 26 dias, é fim de jogo. :)

      Depois que eu peguei o jeito, foi até fácil derrotar Ouroboros. Ele teve 4 formas se me lembro, e só na última ele atacava com ataques que tiravam energia realmente, fora isso ele dava heal nele mesmo e dava ataques físicos relativamente fracos e um ataque mágico que era instant kill - que foi resolvido com acessórios que anulavam elemento "dark". E aparentemente esse é o fim "verdadeiro".

      Ele planejava entrar em Celestial Realm e acabar com tudo e recriar à sua maneira. Alguns fatos curiosos:

      - Os heróis de todas as "dimensões" abertas por Airy nos ajudaram psicologicamente contra a última forma de Ouroboros, incluindo os que tinham o "abilink" ligado. Foi bem legal;

      - Lester De Rosso "entrou" dentro de Ouroboros para ajudar a contê-lo e destruí-lo de uma vez, pois ele era indestrutível - ou pelo menos, se curava sozinho. De Rosso a princípio, foi a óbito junto com o demônio e desistiu de sua imortalidade.

      - O anjo que era Àgnes tirou os heróis desmaiados de dentro de Dark Aurora, e agradeceu dizendo que eles eram parte de seu "ser"... Parece que a Àgnes de outra dimensão virou alguma espécie de divindade e mora dentro do Celestial Realm, de onde tentava impedir que Ouroboros entrasse lá, e comandava os heróis para tal.

      - O nosso grupo voltou para sua dimensão / planeta de origem. Yuliana, da dimensão em que estávamos, criou uma barreira mágica para segurar a Great Chasm aberta para que nosso barco pudesse passar.

      - Uma fada bem parecida com Airy apareceu e nos agradeceu, dizendo que ficou muito contente por ter acabado com os planos da sua irmã...

      - Todos revisitaram seus lugares de origem... Ringabel ficou sozinho em Great Ship. E talvez num flashback ou não, não deu pra perceber, ele apareceu como Alternis também em Grand Ship para salvar seus amigos no momento da primeira batalha com Airy. Os demais, chamaram MUITO a atenção nas suas passagens finais... Edea disse que a todo custo faria o sonho de seu pai acontecer. Agnès, por algum motivo, com sua roupa sacerdotal, estava acordando ou rezando ou ainda protegendo os cristais novamente, e o último que ela iria visitar seria o da água... e parou nisso.

      - O fim mais curioso foi de Tiz. E o que provavelmente vai dar margem para o segundo game. Ele estava passeando em Caldisla com Eigel, o menino que foi resgatado da mina de Orichalchium e estava morando com o estalajadeiro. Os dois estavam indo em direção à estalagem, conversando sobre a janta que ia ser preparada, e Tiz pediu a Eigel que fosse na frente e que logo o encontraria. Tiz então foi em direção ao cemitério de Caldisla e disse "está na hora de devolver o que eu emprestei"... Nisso, uma facho vermelho luminoso saiu de seu corpo, que então caiu ao chão desfalecido... Enquanto na outra ponta da cidade, Eigel já havia se juntado à Agnès e Edea. E os créditos terminaram... Quase...

      - Um vídeo especial se abriu. Esse vídeo fazia uso do giroscópio do 3DS, e aparentemente a visão era de dentro de um sarcófago enchido com água. Haviam alguns vidros pelos quais se podia ver dois cientistas e um general conversando sobre a situação de quem estava ali dentro do sarcófago... E que pelo jeito, é Tiz. Então as luzes se apagaram e a pancadaria começou. Uma garota loira, parecida com Edea, começou a lutar com a segurança do lugar, e no fim usou Bravely Second pra derrotar um boss gigantesco. Então, ela abriu o sarcófago e disse algumas palavras confusas para Tiz... E se disse que chamava Magnólia Arch. E ficou nisso, vídeo e screenshot abaixo.



      [LINK Vídeo Especial]

      Devo ter esquecido algum detalhe, mas no geral foi isso. A única parte chata foi ter de ficar acordando os cristais várias vezes, umas 5 cada cristal, no total. E posso dizer que foi uma incrível experiência / história, estou curioso pra ver o que vai rolar.

      QUE VENHA BRAVELY SECOND!
      • Valeu Fred! Eu acho que essa foi uma das jogatinas mais intensas que eu tive, depois de Metal Gear Solid 4. Se você tiver a oportunidade, jogue esse joguete pois vale muito a pena.

        E se um dia enroscar, acho que dá pra imprimir essas postagens como se fossem um walkthrough :D

    Tabela de caretas e tags +
    Os comandos personalizados disponíveis são:
    [b] negrito [/b]
    [i] itálico [/i]
    [u] sublinhado [/u]
    [s] riscado [/s]
    [x] spoiler [/x]
    [-] bolinha indicadora de lista

    Deixe uma resposta

    Assinar comentários desta página via RSS

    Projeto Jogatina

    "Do you know where sailors hang out?"
    Ryu Hazuki, Shenmue
    "Jogatina para Jogadores Honestos."

    © 2018 Projeto Jogatina
    © 2018 Igreja do Famicom Invisível
    © 2018 NES Archive
    Idealizado por Pastor Cospefogo.
    Todas as marcas, jogos, personagens e produtos aqui mencionados são propriedades de seus próprios autores.
    Todos os comentários e análises são de responsabilidade de seus respectivos autores.
    O sítio Jogatina não tem nenhum vínculo ou objetivo comercial. Gamepad icons by Deleket (Jo Mendoza).
    Voltar ao topo