URGENTE: Precisamos de doações para pagar o DOMÍNIO e HOSPEDAGEM do Projeto Jogatina.
Qualquer valor é válido!
Para mais informações escrevam para doacoes@projetojogatina.org

Projeto Jogatina

Jogatina
vitoriosa

Jogo de fim de semana: Grand Theft Satire 2
Saints Row 2 (Xbox 360)
Por Flyer Guy
• Criada em 23 de fevereiro de 2014
• Essa jogatina já foi visitada 3628 vezes.


    Screenshot contruibuído por um membro do projeto.

    Como estava com pouco tempo para jogar de dia de semana, e por isso deixando de jogar pelo pouco tempo para fazer qualquer coisa, resolvi quebrar a jogatina em duas: uma para dias de semana e uma para fim de semana.
    Para o fim de semana deixei a continuação do jogo que ataquei no fim do ano passado. Na verdade só ataquei o Beyond Good & Evil pq estava com algum problema para começar esse. Problema resolvido, e lá vamos nós.

    6 comentários para
    Jogo de fim de semana: Grand Theft Satire 2

    1. O jogo começa alguns anos depois do primeiro: O protagonista acorda na prisão depois de alguns anos em coma por conta da explosão no fim do SR1. Os 3rd Street Saints não existem mais: Johnny está sendo julgado e deve pegar cadeira elétrica. Julius sumiu, Troy virou chefe da polícia, a igreja original é agora um ponto turístico. Uma corporação domina a cidade.
      Até agora fugi da prisão, salvei o Gat do julgamento e levei ele para a casa da Aisha. Limpei uma igreja subterrânea para fazer de base dos renascidos 3rd Street Saints. Arrumei três tenentes para começar a operar, e cada um ficou responsável por uma das gangues que agora dominam a cidade: Sons of Samedi, Brotherhood e Ronin.
      Nas duas primeiras missões dos Sons of Samedi, roubamos droga deles e resgatamos uma personagem do primeiro SR especialista em droga, na esperança que ela consiga copiar essa droga e possamos vender por menos do que eles cobram.
      Na primeira missão da Brotherhood, o chefão da mesma pediu um pacto onde não atacaríamos um ao outro, e em troca dividiríamos o lucro: 80 pra Brotherhood e 20 para os 3rd Street Saints. Sem acordo, ele ignorou os Saints, pois acredita que eles não tem como durar muito.
    2. Continuação:A Laura conseguiu imitar a droga dos Sons of Samedi. Tendo a possa da mesma, ataquei e destruí a fazenda onde eles cultivavam a matéria prima da deles.
      Além disso dois strongholds deles são meus agora: a universidade onde eles recrutavam e o parque de trailers onde ficavam os laboratórios deles.
      Não existem mais missões deles abertas por enquanto. Próxima vez terei de fazer uma missão da Brotherhood ou dos Ronin.
    3. E apareceu missão dos Sons of Samedi antes de outras. Um tenente deles raptou a minha tenente responsável por combater os mesmos. Ela foi salva e o tenente morto.
      Em seguida mais alguns laboratórios deles foram destruídos.
    4. Continuando, eles me raptaram, mas fugi. Nessa a gangue ficou sabendo da limusine do chefão.
      Em seguida despachei o 2o em comando deles. No fim, invadi a delegacia e comecei a interceptar as imagens das câmeras da polícia. Assim que apareceu a limusine, a gangue fez o cerco. Ele fugiu para um shopping, e foi onde teve a batalha com ele. Dentro de um shopping, ele com um Humvee com uma metralhadora no teto e eu perseguindo ele com um quadriciclo. E foi o fim dos Sons of Samedi.
      Em seguida comecei a atacar a Brotherhood. Forcei o Donnie (do 1o SR), que estava junto com eles, a me ajudar a sabotar os caminhões deles. Depois roubei material nuclear e consegui colocar na tinta que o chefão ia usar para tatuar o rosto. Ele se vingou matando o tenente dos Saints responsável por liderar a batalha contra a Brotherdood, o Carlos. Ele também conseguiu forçar a corporação que domina a cidade a soltar os membros deles que atacaram os Saints. Mas explodi os ônibus que iam levar os mesmos da prisão para onde iam ser libertos. Por acaso a mulher do chefão da Brotherhood foi vista por um membro da minha gangue, e a vingança por matar o Carlos foi fazer o sujeito matar a própria mulher sem saber.
      Eles tinham falado sobre uma encomenda, e para saber sobre "questionei" o melhor amigo e tatuador do chefão da Brotherhood. Eles disse apenas que ia chegar em um navio, mas não disse mais. Chegando no barco, a tal corporação havia tomado posse do mesmo, e logo após a Brotherhood tentou recuperar a mercadoria, mas sem sucesso. Os Saints conseguiram armamento suficiente para enfrentar o exército.
      Em seguida fomos tentar acabar de vez com a Brotherhood. Cercamos o chefão no telhado da base deles, e ele foi derrotado, mas conseguiu fugir.
      Agora conquistando os Strongholds deles que faltam. Ainda faltam 3.
    5. Brotherhood terminada. Depois de conquistar os Strongholds, apareceu a fase final. Batalha numa arena de Derbi de Demolição. O Chefe da Brotherhood em um Big Foot, e mais uns 5 capangas motorizados contra eu e alguns sujeitos a pé. Acho que é o chefe mais fácil até agora, contando o SR1. A fase te dá uma bazooka e munição. Os carros dos capangas explodem com 1 só míssil. Depois de destruir 3 o chefão vai pra cima. E ele não resiste quase nada contra tiros de AK47...
      Depois disso, missões dos Ronins.
      Primeira missão, ataque a um cassino. Atacar pela frente mesmo, e levar a grana na base da força. Os Ronins mandaram um sujeito seguir a gangue, mas ele acabou capturado. Porém os Ronins acabaram descobrindo onde ficava a casa do Gat e da Aisha (personagem do 1). Invadiram o local, capturaram ela e ficaram esperando o Gat voltar. O braço direito do chefe os Ronins ficou pessoalmente cuidando ela.
      A Aisha gritou para avisar o Gat que chegava, e o sujeito matou ela. Em uma luta de espadas, o capanga tb feriu ele, antes de fugir.
      Com tudo o que estava acontecendo, o pai do chefão dos Ronins, e líder dos Ronins originais, resolveu vir do Japão.
      Tentaram atacar e acabar de matar o Gat no hospital, mas conseguimos fugir. A corporação que controla a cidade começou a se desentender com os Ronins, até então seus aliados.
      O pai do líder chegou e virou o novo chefão dos Ronins.
      Achamos o sujeito que matou a Aisha, e ele morreu em uma batalha de espadas.
      Depois de se desentender com o próprio pai, o antigo chefão tentou atacar os Saints no enterro da Aisha. Acabou enterrado vivo.
      A corporação que controla a cidade rompeu com os Ronins e se uniu aos Saints.
    6. E mais um jogo terminado.
      Acabava que a próxima missão dos Ronins era a última deles. O chefe deles atacou o amigo chinês dos Saints, o protagonista foi ajudar ele e acabou matando o sujeito. Outro chefe bem fácil, e o fim dos Ronins.
      Em seguida abriram missões da corporação, Ultor. No começo, só um videozinho de como um executivo dela, Vogel, inventou uma forma de limpar a cidade, fazendo as gangues lutares entre elas, desvalorizando a cidade, para comprar boa parte do terreno dela e, quando só sobrasse uma gangue, investir na polícia para acabar com ela, reconstruir às áreas que comprou e ter lucro.
      Eles então atacaram os Saints, que conseguiram se defender.
      Os Saints então atacaram de volta, e destruíram uma instalação de pesquisa da Ultor. O Vogel começou a ser pressionado, e fez com que os Saints matassem os outros executivos, passando a controlar a Ultor. Só que os Saints foram ainda mais longe, e mataram os que ele não pretendia também. No dia da posse dele os Saints atacaram novamente e, seguindo ele até o topo do prédio, o tal Vogel acabou jogado do prédio, com um tiro na boca. E The End.

    Tabela de caretas e tags +
    Os comandos personalizados disponíveis são:
    [b] negrito [/b]
    [i] itálico [/i]
    [u] sublinhado [/u]
    [s] riscado [/s]
    [x] spoiler [/x]
    [-] bolinha indicadora de lista

    Deixe uma resposta

    Assinar comentários desta página via RSS

    Projeto Jogatina

    "You weak pathetic fool!"
    Shao Kahn, Mortal Kombat II
    "Jogatina para Jogadores Honestos."

    © 2018 Projeto Jogatina
    © 2018 Igreja do Famicom Invisível
    © 2018 NES Archive
    Idealizado por Pastor Cospefogo.
    Todas as marcas, jogos, personagens e produtos aqui mencionados são propriedades de seus próprios autores.
    Todos os comentários e análises são de responsabilidade de seus respectivos autores.
    O sítio Jogatina não tem nenhum vínculo ou objetivo comercial. Gamepad icons by Deleket (Jo Mendoza).
    Voltar ao topo