URGENTE: Precisamos de doações para pagar o DOMÍNIO e HOSPEDAGEM do Projeto Jogatina.
Qualquer valor é válido!
Para mais informações escrevam para doacoes@projetojogatina.org

Projeto Jogatina

Jogatina
vitoriosa

Seguindo nas origens do GB
Contra (Gameboy Classic)
Por ZEMO
• Criada em 18 de maio de 2013
• Essa jogatina já foi visitada 802 vezes.


    Após terminar o Gradius (Nemesis) do Konami GB Collection Vol.1, agora vou tentar terminar o Contra da mesma fitinha.
    É um jogo das origens do GB, que também aguarda uma desossada faz muitos e muitos anos.
    Garantia de diversão!

    11 comentários para
    Seguindo nas origens do GB

    1. Ontem à noite cheguei na fase 4, que é a segunda de vista superior.
      A fase em si não é difícil, só o chefe aranha é que me matou 10 vezes com seu laser ricocheteador.
      O jogo estou achando fácil, e a jogabilidade geral é boa. O único e principal defeito que vejo é o salto, que é muito curto, acarretando que 99% das minhas mortes são por causa de saltos errados que acabam curtos demais ou quando acabo caindo no buraco ao tentar saltar mais da beirinha. Um baita defeito.
    2. Tá na minha humilde listinha de coisas zeradas na vida. Lembro de ter terminado lá por volta de 2005 no emulador. Não guardo muitos detalhes, só que foi o único Contra que achei jogável, no sentido de não ficar casca grossa pro final. Sou péssimo nessa série, acabo preferindo mil vezes Metal Slug.

      Joguei para fazer um review para um site do eterno desaparecido João Luís. Só fui ter um videogame portátil uns cinco anos depois, era bem pretensioso na época, hahaha.
      • Eu sempre joguei Contra com o truque da Konami, e na época achava o jogo mais difícil do mundo. Um tempo atrás, faz uns 3 anos, eu e o Freddo Baggins (membro aqui do PJ também) resolvemos tirar todos os Contras pra jogar de novo, mas dessa vez, na raça.

        Terminamos Contra de NES sem truque Konami, jogando em dupla! E acho que terminamos o Super Contra também! E, por incrível que pareça, fechamos Contra 1 de Arcade com 1 ficha só, também jogando na parceira. Só não terminamos mesmo o Super Contra de Arcade, mas chegamos no último chefe. Já no SNES, bah... aquelas fases vistas de cima são uma saco. Odeio aquele MODE7.

        Um Contra que me interessa é o de Mega Drive. Nunca nem testei. Será que vale a pena?

        E Metal Slug? Esse sim eu sofro pra jogar... Com 1 ficha não passo do início da quarta fase!
    3. Vai entender. Tenho Metal Slug para mim como o Contra para mortais, ou o Contra para os fracos. Já fechei a versão X e o 4, também jogava muito a primeira. Outro do gênero correr e atirar em que eu não passo vergonha é o Gunstar Heroes. Zerei a versão de GBA até.

      Agora Contra, tirando essa versão de GB, no resto eu só passo vergonha, raiva, ou os dois.
    4. Puxa, eu terminei o Contra e o Super Contra na raça na época. Contra 3, idem. Hoje eu sou ruim pacas, perdi a memória motora! Já Metal Slug eu pouco joguei. Espero jogar agora no Wii, que tem um pacote com todos os Metal Slugs qualquer hora dessas eu pego pra jogar. Taí mais um jogo que eu mais assistia no fliperama do que jogava.

      Voltando ao Contra de GB, cheguei na quinta fase agora pouco. É a única difícil por enquanto, em que é possível morrer em diversos locais sem ser caindo no buraco, mas tem um monte de lugares em que estou morrendo em quedas nessa fase. A posição dos botões no GBA não parece contribuir pra jogos de plataforma, é impressionante. Até no Super Mario Bros. Deluxe eu me dou mal.
    5. Chegei no chefe da quinta fase. É uma espécie de chefão voador. Meio decepcionante, já que pela fase ser cheia de filhotes de ALIEN, achei que ia ter um baita mostrengo no final. Por enquanto eu ainda não peguei a manha. Ele taca uns 4 mísseis e depois taca as duas mãos, e fica meio difícil de desviar de tudo. Cheguei com 3 vidas e morri todas nele...
    6. Pois é, amiguinhos. Esse Super Game Boy é uma bela invenção mesmo.
      Graças a ele, pude jogar este joguete no Super Famicom, com uma belíssima moldura, e ainda pude alterar o esquema pra usar Y e B no lugar de B e A. Ficou perfeito. Joguei em uma sentada aqui do início até o fim e além, porque o jogo reinicia após os créditos. Como o jogo reiniciou com a mesmíssima dificuldade, e sem alteração nenhuma, após matar o chefe da segunda fase e anotar a pontuação (188.700) eu desliguei o videogame.
      Acho que foram 25 minutos de jogatina divertida.
      Fica aí a recomendação para uma jogatina relâmpago!
    7. Por indicação do Zemo testei ele no dingoo e gostei, ainda não joguei a sério, cheguei só na terceira fase, não quis usar continue já ali.
      O que notei e que facilita bastante a jogatina é desencarnar do poder "S" já que existe um outro de tiros teleguiados que são muito mais produtivos, tiro "S" neste Contra é segunda opção.
      • Outra coisa nesse Contra é que dá pra pegar dois "S"s, o que deixa o tiro mais violento. Tem algumas partes do jogo que o lance do tiro ir pra onde quer (e não pra onde você aponta) acaba sendo prejudicial, mas na última fase a arma "H" sem dúvida é a melhor.

    Tabela de caretas e tags +
    Os comandos personalizados disponíveis são:
    [b] negrito [/b]
    [i] itálico [/i]
    [u] sublinhado [/u]
    [s] riscado [/s]
    [x] spoiler [/x]
    [-] bolinha indicadora de lista

    Deixe uma resposta

    Assinar comentários desta página via RSS

    Projeto Jogatina

    "Makin' progress marine? Don't worry, soon you'll burn in hell and your soul will be mine."
    Doom 3
    "Jogatina para Jogadores Honestos."

    © 2018 Projeto Jogatina
    © 2018 Igreja do Famicom Invisível
    © 2018 NES Archive
    Idealizado por Pastor Cospefogo.
    Todas as marcas, jogos, personagens e produtos aqui mencionados são propriedades de seus próprios autores.
    Todos os comentários e análises são de responsabilidade de seus respectivos autores.
    O sítio Jogatina não tem nenhum vínculo ou objetivo comercial. Gamepad icons by Deleket (Jo Mendoza).
    Voltar ao topo